A Aula de Jornalismo de Bolsonaro

 

Na sala de aula, há professores que falam manso. Há outros que gritam. Há os que se entusiasmam. Eu sou desse grupo. Já o professor Bolsonaro é daqueles que fica furioso. Ameaça a classe, que fica silenciosa, espocando seus flashes, mas, completamente calada.

A aula de jornalismo de Bolsonaro foi no melhor estilo. Transformou o que seria uma entrevista numa live crivada de impropérios. Fez a recomendação que está nos livros clássicos do Jornalismo. “Dizer a verdade”. Recomendou a Bíblia como livro principal do seu tópico, e, indicou o versículo a ser seguido.

Os jornalistas calados e ele desfiando: As palestras de Merval Pereira pagas com dinheiro público; os outros palestrantes da Globo. Cristiana Lobo, Juliana Morroni, entre outros denunciados.

Fez ameaças. Ou dizem a verdade sobre o governo, ou param de bater no presidente, ou posso mandar vocês embora daqui. E prometeu mais. Como um verdadeiro revolucionário, disse que vai distribuir equitativamente a renda publicitária para todos os veículos. Vai acabar com essa história da Globo abocanhar setenta por cento das verbas.

Bolsonaro, amparado sobre o discurso da verdade, mentiu descaradamente. A rede Globo ajudou na sua campanha presidencial. A Globo elegeu Bolsonaro. A Globo, mesmo agora, quando o país se transformou numa pocilga, a Globo patina entre a louvação ao presidente e as críticas tímidas.

A aula de jornalismo de Bolsonaro explicou com palavras furibundas, que dizer a verdade é falar bem do presidente, do seu governo, dos seus ministros. Dizer a verdade é levar às últimas consequências, a máxima “se achar melhor a gente edita”, que a rede Globo soube praticar tão bem ao longo da sua trajetória.

Mentiu descaradamente, porque tem entornado dinheiro público nas burras de Sílvio Santos e da Rede Record. Tem mexido os pauzinhos, e uma a uma, vão caindo cabeças dos bons jornalistas que ainda há no Brasil.

Em nenhum momento da sua aula virulenta, Bolsonaro pronunciou a palavra censura. Não precisava. Ela estava lá, como uma impinge maldita, como chamas ardentes, incinerando a democracia.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.