Presentes do Coração Nunca se Estragam

Você já leu um livro que não tenha nenhuma linha ruim, desinteressante? Estou lendo agora, um livro lindo, cheio de ternura, de improbabilidades, de desespero e esperança, tudo escrito de maneira primorosa, tão primorosa que não se perde uma linha sequer.

Tudo começou dia desses, quando minha neta, Gabriela, de dezessete anos, disse que queria que eu lesse um livro que ela tinha acabado de ler. Fiquei toda contente, e mais ainda, quando ela chegou aqui em casa, toda cheirosa da sua colônia rosa pimenta, com o livro nas mãos.

Comecei a ler de vagar, “os Cem Anos de Leni e Margot, entre uma tarefa e outra da academia. A estória de Leni e Margot se passa num hospital e as duas personagens estão em estágios ruins de doenças incuráveis. Leni tem dezessete anos, Margot tem 83. É uma estória séria, dramática, mas está tão bem escrita, os personagens são tão vivos, que muitas vezes o drama passa ao largo e somos arrebatados por essa trama envolvente e bonita.

Encontrei no livro tudo o que eu amo: Uma boa estória, muito bem escrita, cenas de amor e ternura; encontro de gerações, velhice e juventude entrelaçadas, discussão séria sobre religião, de um jeito pitoresco, as vezes até engraçado. E como se não bastasse, encontrei ainda mais coisas que amo. Encontrei um astrônomo maravilhado com as estrelas,engendrado numa maravilhosa singularidade, um personagem cheio de graça.

“Os Cem Anos de Leni e Margot” é uma celebração à amizade. Estar lendo esse romance terno me faz sorrir a cada hora, sabendo que Gabi também passou seus olhos vivos por essas páginas, provavelmente chorou nas mesmas passagens em que choro eu, agora. Penso na minha menina, crescida agora, e me trazendo livros para ler. Livros realmente sérios. Meu coração se enche de amor, de ternura e de alegria,e me deixo misturar nesse tempo em que mais do que avó e neta, eu e Gabi somos leitoras ávidas do amor e da amizade.

Os Cem Anos de Lenni e Margot
Romance de estreia de Marianne Cronin. Uma história comovente sobre a amizade mais pura, que ultrapassa gerações e nos mostra que, mesmo quando o lado mais escuro da vida parece prevalecer continua a existir luz.”

Confira em: https://www.e-cultura.pt/artigo/28518#:~:text=Extraordinariamente%20espirituoso%20e%20cheio%20de,em%20que%20mais%20precisamos%20deles.

2 thoughts on “Presentes do Coração Nunca se Estragam

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.